Empregado cumprindo afastamento por acidente de trabalho pode trabalhar em outra empresa?

Sabemos que o afastamento do empregado acidentado no trabalho provoca a suspensão do seu contrato laboral durante o tempo em que permanecer inapto para o trabalho, bem como garante a manutenção do contrato de trabalho pelo prazo mínimo de doze meses após o seu retorno.  


Observada essa questão, a falta grave cometida pelo empregado, no curso do afastamento, enseja consequências não só perante a Previdência Social, já que o Órgão a qualquer tempo pode rever a concessão do benefício previdenciário, sem prejuízo, na hipótese de ocorrência de dolo, fraude ou simulação, apurar e constituir de volta os benefícios pagos, inclusive, nesses casos, não há prescrição.  

Assim, o empregado afastado por acidente de trabalho que participa de processo de contratação em outra empresa comete falta grave, capaz de atrair a aplicação de medida disciplinar, inclusive, a justa causa.  

Todavia, diante da suspensão do contrato e da garantia de emprego, é recomendável apuração da falta grave por meio de inquérito judicial como providência prévia, no resguardo do interesse das partes envolvidas.  

Dra. Oênia Simões Coelho, Especialista em Direito do Trabalho.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *